6 Ilhas incríveis para adicionar à sua lista!

Em um mundo de atrações turísticas muito visitadas, a lista de desejos de um viajante moderno é maleável e muda constantemente. Mais viajantes do que nunca estão trocando a abarrotada Roma por Amã, México pela Colômbia e Tailândia pelo Vietnã – optando por conhecer o destinos menos conhecido antes que as multidões os encontrem. Além disso, novos acessos e acessibilidade, como as rotas aéreas emergentes, também podem abalar suas prioridades de viagem. Se você ama ilhas paradisíacas, saiba que existem inúmeras praias e arquipélagos lindos a serem explorados, por isso fizemos uma lista especial com 6 Ilhas incríveis para adicionar à sua lista!

Muitas pessoas tendem a sonhar com suas próximas férias dos sonhos nas ilhas caribenhas, mas você já pensou em ir para um dos locais mais exóticos da África, que além de muita beleza, reservam muita cultura? Quando se pensa em África, as primeiras coisas quem vêm à mente são animais e pobreza, mas esses destinos maravilhosos estão aqui para provar que esse destino tem muito mais do que isso!

Arquipélago de Bazaruto e Quirimbas, Moçambique

Arquipélago de Bazaruto e Quirimbas, Moçambique
Arquipélago de Bazaruto e Quirimbas, Moçambique

Ambas as ilhas oferecem uma experiência de ilha por excelência com seu próprio charme. A maior população do dugongo ameaçado de extinção (um animal parecido com peixe-boi), que vive no Oceano Índico ao lado de tubarões-baleia, arraias-manta, baleias-jubarte e golfinhos. Essas ilhas são perfeitas tanto para um retiro para casais quanto para férias em família.

O Arquipélago das Quirimbas está se transformando num dos mais procurados destinos de férias para loucos por ilhas na África, uma vez que é bastante romântico e remoto e é, portanto, ideal para refúgios de lua-de-mel. Você será recebido pela beleza imaculada das águas azul-turquesa, palmeiras e praias de areia branca – sem os enxames de turistas.

Há muitas coisas para fazer nesta ilha, como snorkeling e mergulho entre os recifes de corais, aventurando-se ao mar em busca de atum dente de peixe, veleiro, cavala, marlin e bonefish ou simplesmente apreciando a visão de muitas baleias, golfinhos e tartarugas que são o lar das águas mornas.

Uma super dica é certificar-se de levar alguns suplementos digestivos, para ter certeza de que você pode desfrutar da culinária incomum. Para viajar para esse destino incrível, você deverá pousar na capital de Moçambique, Maputo, e partir de lá para essas ilhas dos sonhos!

Ilha da Reunião

Ilha da Reunião no Oceano Índico
Ilha da Reunião no Oceano Índico

Reunião (ou Ilha da Reunião) é um departamento ultramarino francês no oceano Índico, localizado a leste de Madagáscar. Esta ilha pode ser vista como o Havaí do Oceano Índico, com seus picos de montanha verdejantes, cenário dramático e um vulcão ativo.

A ilha é composta de praias contrastantes de paisagens montanhosas pretas e brancas, florestas exuberantes e cachoeiras, além de brasseries, boulangeries e bistrôs. Também é possível encontrar uma série de delícias epicuristas, edifícios religiosos e coloniais, bem como museus.

Mesmo sendo uma fuga popular para os franceses e uma ilha tropical de intensa beleza, a indústria hoteleira ainda não está verdadeiramente desenvolvida – com apenas um hotel cinco estrelas na ilha. Por isso, se você presa por hotéis de luxo na hora de viajar, esse destino pode não ser muito a sua cara.

Há vôos regulares partindo de Joanesburgo até Saint-Denis, a capital da ilha, operados pela empresa local Air Austral, com duração média de 3.5 horas, ou vôos diretos partindo de Paris, operados pela Air France, com duração de 11h. E não é aviãozinho pequeno como o da foto. São aeronaves grandes, como as que fazem o vôo entre Rio e São Paulo, por exemplo.

Também é possível chegar à Ilha Reunião via Ilhas Maurício ou Seychelles, ambas também no Oceano Índico. Nesse caso, além da Air Austral, também é possível utilizar as companhias aéreas Air Mauritius e Air Seychelles.

Ilha Maurício

Ilha Maurício na África Oriental
Ilha Maurício na África Oriental

Conhecida como a “Ilha de Lost”, Maurício é definitivamente uma das ilhas mais estabelecidas e avançadas na África. Com um excelente sistema de transporte, um próspero setor de negócios e economia, esta é uma ótima ilha se você estiver procurando por comodidades de primeira classe.

Esse destino possui excelentes resorts, belas praias, e uma grande área de vegetação tropical. O clima é tropical, com um inverno seco e quente (maio a novembro) e verões úmidos, quentes e úmidos (novembro a maio). Eles têm ocasionais ciclones tropicais, que ocorrem principalmente a partir do final de dezembro até março.

O Aeroporto Internacional Sir Seewoosagur Ramgoolam é o único aeroporto internacional da ilha. Situado ao sul, a apenas 4 km do resort costeiro de Mahebourg. Há voos diretos de Joanesburgo diariamente e voos regulares de Durban, da Cidade do Cabo e de Nairóbi.

Sendo assim, as suas férias na praia podem ser combinadas com férias de safári na África do Sul e na África Oriental. A Air Mauritius voa de diversas cidades europeias, bem como de Hong Kong, da Índia e de Cingapura, embora você também possa chegar à ilha vindo de Seicheles e de Reunião.

Zanzibar

Zanzibar na Tanzânia
Zanzibar na Tanzânia

Esta é uma terra de praias peroladas, águas mornas, especiarias e uma rica vida marinha. O núcleo cultural e histórico de Zanzibar, Stone Town, é repleto de delícias tradicionais e arquitetônicas. As ilhas menores que cercam Zanzibar são mais isoladas e menos desenvolvidas.

Na Ilha de Pemba e na Ilha Mafia, pode-se fazer snorkel em recifes coloridos e mergulhar com tubarões-baleia. Pemba é também a terra das mangas e dos cravos, com um terreno exuberante e fértil de especiarias e árvores frutíferas.

Saindo do Brasil, não há voo direto, mas alguns que fazem paradas em outros países na África e depois te levam direto para Zanzibar sem troca de aviões. A Ethiopian tem saídas de SP com uma paradinha pra reabastecer em Lomé e depois uma parada em Addis Abeba com troca de aeronave para se encaminhar para Tanzânia, onde faz uma paradinha em Kilimanjaro (Parada pra quem quer fazer Safari), e depois direto para a ilha de Zanzibar. É possível comprar a ida com destino à Kilimanjaro e volta de Zanzibar pelo mesmo valor que a ida e volta de um único lugar.

Madagáscar

Madagáscar na África Oriental
Madagáscar na África Oriental

Madagáscar é composta por 250 ilhas, 5.000 km de costa e 450 km de barreira. Os mergulhadores podem optar por ir e ver qualquer coisa, desde naufrágios enferrujados a catedrais subaquáticas e eles compartilham as águas com tubarões de recife, tubarões-baleia, raias, tartarugas graciosas, raios coloridos e muitos peixes curiosos. Se você não gosta de mergulhar, pode se reclinar em uma rede enquanto observa as baleias jubarte.

Madagascar é o lar de sifaka, lêmures marrons e de rabo-de-rato e é um caldeirão cultural de rituais ancestrais, crenças intrincadas, cozinhas exóticas e temperos étnicos. É também o lar de algumas criaturas estranhas e maravilhosas, como a fossa, camaleões coloridos, rãs vivas, tartarugas e insetos de formas estranhas.

Madagascar é uma ilha bem distante, a cerca de 400 km da costa leste da África. Por isso o turismo ainda está começando a crescer na ilha e agora há voos regulares da Europa, América do Norte, Ásia e da África do Sul e África Oriental.

Seychelles

Seychelles na África Oriental
Seychelles na África Oriental

Esta ilha é o lar de algumas das melhores praias do mundo. Você pode pensar que paraísos tropicais como este só existem em filmes. Você pode passar seus dias descobrindo belas praias e passar o tempo nas águas cristalinas. A abundância de vida marinha é um espetáculo para ser visto.

Vale avisar que dependendo da época do ano e da direção do vento correspondente, as algas marinhas muitas vezes podem assolar as praias de Mahé e Praslin, o que, por vezes, torna quase impossível nadar. Mas uma praia livre de algas marinhas nunca está longe e muitos hotéis oferecem um serviço de transporte gratuito para as praias não afetadas por este fenômeno natural.

De novembro a março, os ventos do noroeste trazem com eles um clima mais quente e úmido, com as maiores chuvas em dezembro e janeiro. Durante os meses de “mudança” de março / abril e outubro / novembro, as condições do mar geralmente são calmas com pouco vento, e embora as condições de mergulho sejam ótimas durante todo o ano, esses são os meses mais conhecidos por suas condições cristalinas.

Não existe voo direto do Brasil para as ilhas Seychelles. Portanto, dentre as opções de conexões as melhores saídas são de Frankfurt, Joanesburgo, Adis Abeba, Nairóbi, Zanzibar, Dubai, Abu Dabi ou Doha, rotas que possuem voos regulares até a ilha de Mahé.

Ficou com vontade de conhecer algumas dessas ilhas? Então não se esqueça de compartilhar com os amigos, aproveite também para assinar nossa newsletter e ficar por dentro de dicas de promoções de passagens aéreas, transferências de milhas com bônus e muito mais!