8 dicas rápidas e indispensáveis para viagens aéreas com seu animal de estimação

Para amantes de animais é extremamente difícil se ver viajando pelo mundo seu o seu fiel companheiro, ainda mais em viagens internacionais longas e demoradas. Pensando nisso fizemos uma lista com 8 dicas rápidas e indispensáveis para que você consiga levar seu animal de estimação nas viagens sem dificuldades.

Se você nunca levou um animal de estimação em uma viagem de avião, deve estar um pouco ansioso por pensar na possibilidade.

Para facilitar sua vida fizemos esse guia com algumas dicas para aliviar suas preocupações e garantir que seu animal de estimação tenha um vôo seguro e sem intercorrências.

8 dicas rápidas e indispensáveis para viagens aéreas com seu animal de estimação
Reprodução: Pixabay

Dica 1: Reserve a viagem do seu animal de estimação antes de reservar o seu próprio

Essa dica é essencial para garantir que você não vai comprar sua passagem aérea atoa e ter mudar seu voo. Esse cuidado é necessário porque a maioria das companhias aéreas têm um número específico de animais de estimação que podem voar em um vôo comercial.

Algumas companhias aéreas permitem apenas um, outras permitem mais, mas depende da rota e das regras internas da companhia aérea, infelizmente isso não é padronizado.

Então, antes de comprar a sua passagem, faça um favor a si mesmo e certifique-se que há espaço para seu bichinho no vôo que você deseja reservar antes de comprar o seu bilhete.

Dica 2: Pesquise bastante o preço da passagem

Outra informação importante é com respeito ao preço da passagem para seu animal de estimação, infelizmente, nem todos os voos têm preços iguais. Cada companhia aérea também cobra de forma diferente.

Cada companhia aérea tem políticas e regras diferentes para viajar com seu animal de estimação. Você pode saber como funciona cada um, clicando nos links abaixo:

Dica 3: Escolha voos sem conexões

Essa dica é visando principalmente a o bem estar do seu bichinho de estimação, especialmente se o seu animal de estimação está voando no porão de carga.

Quanto menos tempo ele ou ela tem longe de você, menos decolagens e desembarques para suportar em um ambiente desconhecido, será melhor para ambos, assim diminuirá bastante os seus níveis de estresse.

A única desvantagem é que passagens aéreas diretas geralmente são mais caras. Mas, neste caso, acho que vale a pena o custo extra.

Dica 4: Certifique-se que seu animal está preparado

Antes de fazer o check-in, tenha certeza que seu animal de estimação está bem hidratado, se possível leve-o para fazer uma pequena caminhada antes para aliviar o estresse.

Manter seu animal bem hidratado é um pouco mais complicado, afinal deixar vasilhas dentro do contêiner de transporte pode ser um pouco arriscado, mas você não quer que ele fique com sede, especialmente em vôos mais longos.

Então procure um meio para deixar pelo menos um pouco de água e comida junto com o animal.

Dica 5: Pesquise os serviços oferecidos pelos aeroportos

Alguns aeroportos criaram “áreas de relaxamento para animais de estimação”. Alguns aeroportos como o de Atlanta e o terminal da American Airlines no JFK têm parques para cães.

Uma dica, é pesquisar se o aeroporto no qual você irá embarcar ou fazer uma conexão, tem esse tipo de serviço disponível para seu animal de estimação.

Dica 6: Não faça uma cena de adeus

Especialistas em adestramento animal recomendam evitar fazer drama quando você está dizendo adeus a seu bichinho de estimação.

Embora muitos digam o contrário, os animais tem sentimentos, por isso o ideal é evitar fazer com que ele sinta que será abandonado, ainda mais se ele nunca voou de avião. O ideal inclusive, é evitar fazer uma despedida.

Dica 7: Só use remédios em casos extremos

Outra dica dada por especialistas, é evitar dar sedativos para seus bichinhos de estimação durante a viagem. Esse tipo de remédio pode causar efeitos colaterais nada agradáveis.

A menos que você tenha um animal com ansiedade extrema, o que faria com que ele se machucasse durante a viagem (através de excessivo lambida ou mordidas), evite a sedação.

Dica 8: Leve um item de distração

Se seu animalzinho tem um brinquedo ou um cobertor favorito, leve-o junto. É importante ter algo familiar para acompanhá-lo em um vôo longo. Então não se esqueça de colocar junto as acomodações dele.

Espero que essas dicas te ajudem no planejamento e execução do seu próximo vôo com o seu animal de estimação.

Se você tiver mais dicas interessantes de como voar com seu animal de estimação, compartilhe nos comentários! É sempre muito bom descobrir mais forma de tornar a viagem do nosso pet mais confortável.

Aproveite para assinar de graça nossa newsletter e receber mais dicas e novidades. Receba também promoções de passagens aéreas imperdíveis.